22 de maio de 2013

Conheça os personagens principais de "Velozes & Furiosos 6"



Nessa sexta-feira estreia o novo exemplar da franquia turbinada “Velozes & Furiosos”. O sexto episódio chega para se tornar uma das maiores bilheterias do ano, e para isso conta com os elementos que se tornaram a marca registrada da série: muita adrenalina, velocidade, tiros, explosões, lutas e cenas de ação de tirar o fôlego. O mais surpreendente, no entanto, é o espaço que o filme dá para seus personagens e à seus conflitos pessoais, ao longo dos 130 minutos de projeção. “Velozes & Furiosos 6” é “Os Vingadores” dos filmes de ação à moda antiga, e um dos filmes pipoca mais satisfatórios do ano. Para entrar no clima vamos conhecer melhor os novos personagens e saber em que ponto estão na trama os antigos:

Dominic Toretto (Vin Diesel) – A série sobre rachas de carro tinha o protagonista vivido por Diesel como um ladrão de mercadorias. Já no quinto episódio Toretto dá um golpe no valor de $100 milhões e se aposenta numa cidade ensolarada sem política de extradição. O policial Hobbs (Dwayne Johnson) aparece em sua porta lhe pedindo ajuda para capturar uma equipe altamente treinada de ex-militares, que anda cometendo crimes na Europa. Toretto só aceita voltar, no entanto, quando descobre que alguém muito ligado ao seu passado não está morta como ele pensava. Agora, o líder da equipe de ladrões motorizados mais famosos do cinema precisa encarar seu passado, ao mesmo tempo em que aceita seu maior desafio.


Brian O´Conner (Paul Walker) – Logo no início do novo filme, o ex-agente do FBI O´Conner tem um filho de seu relacionamento com Mia (Jordana Brewster). Agora as responsabilidades aumentaram e tudo o que Brian deseja é viver sossegado ao lado da esposa e do recém-nascido Jack. Mas quando Toretto aparece dizendo que Letty está viva, O´Conner decide se juntar ao cunhado e parceiro de longa data nessa missão. O ex-policial se considera culpado pelo que aconteceu com Letty, afinal foi ele quem a infiltrou no grupo que quase a matou. Brian chega ao ponto de ser preso propositalmente (com a ajuda do amigo policial Stasiak – Shea Whigham – de “Velozes e Furiosos 4”) para descobrir informações sobre a letal equipe do criminoso Owen Shawn (Luke Evans), de outro personagem do passado da série, encarcerado atualmente.

Luke Hobbs (Dwayne Johnson) – The Rock chegou na série para dar novo fôlego à ela. O próprio ator já brincou que se considera o “Viagra” de franquias, recuperando séries cinematográficas em baixa. Isso sem dúvidas é verdade aqui, já que depois do primeiro, apenas os filmes em que Johnson participa são verdadeiramente empolgantes. Aqui seu personagem está caçando um grupo de ex-militares agindo na Europa. Quando nada mais parece funcionar para capturá-los, Hobbs parte do princípio de que para pegar criminosos é preciso pensar como criminosos, então alista a equipe que perseguiu no filme anterior. Agora, trabalhando ao lado de seu antigo rival, Hobbs participa de grande parte de ação, inclusive de perseguições de carro, com seu grande jipe blindado (propício para o gigantesco ator). Tem um quebra-pau não com Toretto, mas ao lado dele, que fará os fãs vibrarem.

Letty Ortiz (Michelle Rodriguez) – Tida como morta ao final do quarto episódio (um dos mais decepcionantes da série), Michelle Rodriguez e sua Letty voltam à vida no sexto filme. Como já havia sido mostrado na cena pós-créditos (com a participação de Eva Mendes), Letty não estava verdadeiramente morta como se achava. O que aconteceu foi que uma explosão a jogou para longe fazendo com que perdesse a memória sobre sua “família”. É sério! Eu sei que parece uma desculpa ridícula e esfarrapada, e resultado de um roteiro preguiçoso (amnésia é uma saída tão fácil que soa como piada). Mas alguém realmente está ligando para isso quando temos a durona Rodriguez de volta realizando verdadeiras cenas de fazer a plateia gritar, ao lado de Vin Diesel. Sem memória, Letty é acolhida pela gangue de Owen Shaw, a quem jura lealdade agora. Mas Toretto não está disposto a virar as costas para a família, mesmo quando ela está – como diz num diálogo. 

Mia Toretto (Jordana Brewster) – Depois de ter participado bastante da ação, pulando de terraços em barracos nas favelas cariocas no último filme, Mia tem um papel menor no sexto episódio. Ela fica basicamente em casa cuidando do bebê Jack. Mas isso não significa que ela não tenha uma participação ativa no final, como dito aqui todos tem espaço para brilhar. Mia está envolvida diretamente no clímax da obra a bordo de uma grande aeronave, e inclusive dirige um dos carros que derrubam o gigantesco avião.





Roman Pearce (Tyrese Gibson) – Tyrese entrou na série no segundo episódio, quando o astro Vin Diesel disse não à possibilidade de retornar para uma sequência. Diesel voltou para o quarto filme, percebendo que esse era o papel em que os fãs queriam vê-lo. O quarto “Velozes e Furiosos” trouxe “as partes originais” como dizia o slogan. Mas foi o quinto que trouxe diversos membros de toda a franquia, incluindo Roman. Amigo de Brian, o personagem de Tyrese era um detento que precisou ajudar a polícia para eliminar sua pena. Exibido e egocêntrico, Roman é o piadista do grupo, e vem dele as melhores tiradas (como chamar o personagem de Johnson de Hulk, e sempre sentir cheiro de óleo de bebê - usado para passar no corpo em competições de fisiculturistas – quando ele se aproxima). Aqui, ganha seu espaço em uma cena ao lado de Diesel e Walker numa perseguição, cobrando seu lugar como terceiro corredor do grupo. 

Tej Parker (Ludacris) – Tej era um simples anunciante de corridas no segundo filme, mas o rapper Ludacris foi esperto o suficiente para fazer seu agente colocá-lo na franquia como um dos personagens da equipe de Toretto no quinto filme. Agora, Tej se tornou algo como um especialista em tecnologia. É ele quem consegue o equipamento para o grupo, entrega os veículos, e entra hackeando em qualquer sistema de segurança. Tej igualmente serve como alívio cômico, e tem uma hilária cena ao lado de The Rock, aonde vão “conseguir” novos veículos com um esnobe vendedor.




Han Lue (Sung Kang) – Han fez seu debute na série no terceiro episódio, passado em Tóquio. O filme não contava com nenhum dos membros do elenco original, e era mais uma história adolescente sobre drift, as famigeradas derrapadas. Han voltou no episódio seguinte, se tornando um dos personagens que mais apareceu na série, depois de Diesel e Walker. O relaxado asiático, que aparece comendo em quase todas as cenas, tem um momento cômico ao lado de Roman, numa briga com o semi-imbatível Jah (Joe Taslim). O personagem é quem tem os verdadeiros momentos românticos da série, ao lado da namorada Gisele (Gal Gadot). Numa das primeiras cenas, o casal está em Hong Kong, e ao longo fazem planos juntos. Por incrível que pareça, é Han quem tem o arco mais dramático do filme também, e sua cena final (que finalmente coloca o terceiro filme na cronologia da série) serve como ponte para o sétimo filme, que será lançado em 2014.

Gisele Harabo (Gal Gadot) – De ajudante do vilão a heroína, a personagem com formas de modelo, Gisele, assim como Toretto igualmente vê ressurgir o passado quando seu antigo patrão entra em jogo. A personagem era uma mulher dúbia e misteriosa no quarto exemplar da franquia, e se envolveu amorosamente com Toretto no mesmo filme. Já no quinto, seu romance foi com Han, com quem continua num relacionamento por esse sexto filme. O casal apaixonado faz planos juntos, e poderia ganhar suas próprias aventuras solo. Mas quem conhece a série sabe que o destino do casal está fadado à tragédia.  Gisele participa de cenas de ação ao lado do namorado, e numa cena é a única a correr com uma moto numa briga de carros. Ela também é a responsável pela derrubada do grande avião no final do filme.

Elena Neves (Elsa Pataky) – Casada na vida real com o “Thor” em pessoa (Chris Hemsworth), a espanhola Pataky entrou na série como a personagem brasileira Elena, no filme anterior. Sua história é trágica, e assim como muitos policiais cariocas, seu marido foi assassinado. Isso foi o que impulsionou Elena a também entrar para a polícia, e se tornar incorruptível ajudando Hobbs a caçar os criminosos no quinto filme. Isso é, até ser seduzida por Toretto. Elena torna-se assim a terceira mulher na série a cair na lábia desse verdadeiro “Dom” Juan careca e musculoso. No início do sexto filme, pegamos Elena novamente nos braços de Dom e em sua cama. Ela ajuda Mia, quando criminosos invadem sua casa, protegendo seu bebê. E ao final, vemos que ela recobra seu lugar junto da lei, para quem sabe no próximo filme retomar a parceria com Hobbs.

Owen Shawn (Luke Evans) – Shawn é o grande vilão do novo filme. Em entrevista, o ator Luke Evans disse que a solução para deixar o personagem letal, afinal não possui o porte de gigantes como Diesel e Johnson, foi lhe dar um passado militar. Ao vermos o desempenho de Evans nas telas realmente acreditamos na ameaça, e nos sentimos intimidados por ele. Inteligente e letal, o sujeito sempre arruma uma forma de ludibriar a equipe dos protagonistas. E como diz Roman, possui um grupo que é exatamente igual ao deles, porém, mais treinado e disciplinado. Shaw planeja roubar um item de extrema importância para a segurança mundial, e tem como nova aliada Letty. O que faz a briga ser muito pessoal para Dom. O vilão faz uso de uma das invenções mais legais do novo filme, o carro-rampa. Um veículo rebaixado que propele outros que ousem tentar colidir com ele. 

Vegh (Clara Paget) – Vegh é a loira fatal, parte da equipe dos vilões, e braço direito de Owen Shaw. A gélida antagonista usa inclusive um veículo similar ao do vilão do filme, arremessando carros incautos em seu caminho. Um dos pontos altos da vilã é quando arremessa O´Conner num túnel, e na sequência lhe envia uma piscadela. Vegh faz parte de um grupo de elite de mercenários treinados, onde também se encaixam o asiático Jah (Joe Taslim), Ivory (David Ajala) e o gigante Klaus (Kim Kold) – que tem o grand finale ao sair no braço com Toretto e Hobbs.




Riley (Gina Carano) – A musa do MMA feminino, Gina Carano, estreou nas telas de cinema sob o comando de ninguém menos do que o prestigiado Steven Soderbergh, no filme de ação e espionagem “A Toda Prova”. Foi ao vê-la na TV que o cineasta percebeu que ela daria uma ótima protagonista, e uma das coisas marcantes na produção é que Carano realizou todas as cenas de ação e lutas. Aqui ocorre o mesmo na pele de Riley, a policial durona e braço direito de Hobbs. Quieta a maior parte do tempo, a oficial da lei é direta quando precisa e chega para intimidar os inimigos. Num dos momentos mais legais do novo filme, tem uma elaborada luta na estação de metrô de Londres com Michelle Rodriguez, onde aplica o golpe arm-lock voador. A personagem de Carano possui uma das reviravoltas mais interessantes do filme também, e o quanto menos for dito sobre isso melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...